sâmbătă, ianuarie 14, 2006

Turismo e Ambiente em Portugal II: "Projectos turísticos no litoral de Grândola vão avançar"

Igualmente no Público de hoje, a jornalista Cláudia Veloso refere que "Os ministérios da Economia e do Ambiente emitiram o despacho conjunto que declara o 'interesse público' dos empreendimentos turísticos CostaTerra e Herdade do Pinheirinho, ambos previstos para o concelho de Grândola.
O anúncio da decisão vai ser feito segunda-feira, em Melides, numa cerimónia presidida pelo primeiro-ministro José Sócrates e com a presença dos ministros Manuel Pinho e Nunes Correia.
O despacho que declara o 'reconhecido interesse público' - uma exigência da Declaração de Impacte Ambiental (DIA) emitida em Julho de 2005 - dá luz verde ao arranque dos projectos dos promotores CostaTerra e Pelicano, que têm sido alvo de críticas por parte dos ambientalistas devido à carga construtiva que envolvem numa zona classificada como Rede Natura 2000." (As hiperligações foram acrescentadas)
Por idênticas razões, também este artigo foi transcrito para o + Lex Turistica.

Actualização: o jornal Público Última Hora noticia que "A Quercus defendeu hoje que o reconhecimento pelo governo da 'utilidade pública' dos empreendimentos turísticos do Pinheirinho e Costa Terra, no concelho de Grândola, 'está ferido de legalidade' porque naquela área há uma espécie de 'protecção prioritária'." Este texto está acessível na íntegra.

Niciun comentariu: