miercuri, ianuarie 18, 2006

Governo lança concurso para 100 MW de biomassa na próxima quinta-feira

Governo lança concurso para 100 MW de biomassa na próxima quinta-feira
Diário Económico

O Ministério da Economia anuncia na próxima quinta-feira o lançamento do concurso para a atribuição de 100 megawatts de potência em biomassa, o que permitirá criar pelo menos 10 centrais de geração, afirmou hoje uma fonte ligada ao processo.
As centrais de produção de electricidade, destinadas ao aproveitamento de resíduos florestais, vão ter um tarifário de 1,05 euros por megawatt e não poderão ultrapassar os 10 megawatts de potência cada.
Esta limitação permitirá o surgimento de pelo menos 10 centrais, podendo o número ser superior se foram atribuídas licenças a centrais de menor potência.
Os apoios do Governo, através do Ministério da Agricultura, deverão estender-se ainda à recolha dos resíduos florestais.
A valorização da biomassa florestal faz parte da estratégia nacional para a energia de promoção e desenvolvimento das energias renováveis.
O aproveitamento da biomassa florestal para fins energéticos é encarado não só como uma oportunidade de negócio e de criação de emprego em zonas rurais, como é um dos instrumentos de luta contra os incêndios, através da limpeza das florestas.
Permite ainda reduzir a importação de combustíveis fósseis, como o petróleo, e a emissão de dióxido de carbono (C02) para a atmosfera.
Portugal tem como objectivo atingir em 2010 uma meta de 150 megawatts de energia eléctrica produzida através da biomassa.
Actualmente existem em Portugal apenas duas centrais termoeléctricas ligadas à rede eléctrica que utilizam a biomassa florestal como principal combustível- a central da EDP, em Mortágua, e a Centroliva, em Vila Velha de Ródão.
Existem também nove centrais de cogeração instaladas nas indústrias do sector florestal, que fazem aproveitamento de biomassa para produção de calor, como a Portucel, Amorim Revestimentos, Stora Celbi, Soporcel, SIAF e Companhia de Celulose do Caima.

Niciun comentariu: