vineri, ianuarie 13, 2006

"ARESP quer melhorar novas regras de utilização de azeite na restauração" de Portugal

A Turisver noticia que "Obrigatória desde o passado dia 11 de Janeiro, a disponibilização de azeite em embalagens invioláveis nos restaurantes mereceu a aprovação da Associação de Restaurantes e Similares de Portugal. No entanto, ainda há pontos que a Associação deseja ver esclarecidos e melhorados.
Na sequência de 'notícias confusas que circulam a propósito dos galheteiros e do azeite', a ARESP lançou um comunicado no qual esclarece aspectos como a não obrigatoriedade de embalagens individuais, que 'podem ter qualquer feitio ou dimensão', desde que munidas de sistema de abertura que não permita a reutilização, 'ao contrário do que acontecia com o uso da tradicional galheta do azeite'." (As hiperligações foram acrescentadas)
Este texto está acessível na íntegra.

Ainda a propósito desta questão, um artigo da jornalista Ângela Marques, publicado no Diário de Notícias de hoje, refere que, no entendimento da Quercus, os "Galheteiros descartáveis 'são retrocesso ambiental'.", enquanto João Paulo Guerra disserta sobre o tema "Morte aos Galheteiros" na sua Coluna de opinião no Diário Económico...

Niciun comentariu: