marți, octombrie 25, 2005

CPI investiga exploração ilegal de pau-brasil

A CPI Biopirataria marcou audiência pública para quarta-feira (26) a fim de ouvir como testemunhas o presidente da Associação Brasileira de Archetários (ABA), em Domingos Martins (ES), Marco Antonio Raposo Nascimento (os archetários produzem arco de violino); e o pesquisador da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) do Ministério da Agricultura, em Itabuna/BA, Dan Érico Lobão. O deputado Sarney Filho (PV-MA), que solicitou os depoimentos, explica que a CPI anterior, que também investigou a biopirataria, descobriu que havia uma rede de exploração ilegal de pau-brasil no sul da Bahia e no Espírito Santo. A CPI, que funcionou de novembro de 2002 a janeiro de 2003, concentrou os esforços nas atividades irregulares desenvolvidas pelo cidadão americano Alfred Mark Raubitschek, acusado de vender madeira extraída ilegalmente, especialmente pau-brasil, para os Estados Unidos. A convocação do americano já foi aprovada em reunião de setembro na CPI. Sarney Filho assinala que novas denúncias apontam para a continuidade da exploração ilegal do pau-brasil. (Agência Câmara)

Niciun comentariu: