sâmbătă, martie 04, 2006

Kiwicultores portugueses: "Associação ameaça ir para tribunal"

Nos termos de um artigo de Magalhães Costa, constante do Jornal de Notícias de hoje, "A Associação Portuguesa de Kiwicultores (APK) pondera a hipótese de processar judicialmente o Estado por falta de compromissos do Ministério da Agricultura no apoio aos jovens produtores de kiwi. Em causa, segundo José Martino, presidente da APK, estão verbas aproximadas de 300 mil euros que, em 2005, estavam contempladas no plano de financiamento aos jovens empresários, no âmbito das Medidas Agro-Ambientais à protecção integrada da cultura do kiwi. Num universo de 252 produtores associados da APK, registaram-se 217 candidaturas, cujos promotores esperam, ainda, ajudas comunitárias à modernização dos seus projectos agrícolas.
Uma preocupação manifestada ontem, em Braga, por José Martino, na abertura do Congresso do Kiwi, inserido no programa da Agro, reclamando do Ministério da Agricultura o desbloqueamento das verbas orientadas para os investimentos já feitos à instalação de novos pomares, no que concerne a melhoramentos fundiários, plantação, rega e equipamentos. 'Os jovens agricultores sentem-se desiludidos e a APK encontra-se, presentemente, numa situação difícil e delicada, uma vez que tem despesas já assumidas na concretização de projectos empresarias', disse.
António Ramalho, director regional de Agricultura de Entre Douro e Minho, alegou, na oportunidade, a 'falta de financiamento' do Estado no apoio aos produtores de kiwi, anunciando, por outro lado, que tais apoios ao sector 'estão a ser objecto de análise' por parte do Ministério da Agricultura.
O Entre Douro e Minho (80%) e a Beira Litoral (20%) são as zonas de 'excelência' da fileira do kiwi, que regista cerca de 400 produtores para uma produção estimada de 12 mil toneladas por ano, 20% virada para a exportação
." (As hiperligações foram acrescentadas)

Niciun comentariu: