marți, martie 21, 2006

"Consumo de aves cai e Portugal pede ajuda à UE"

Nos termos de um artigo da jornalista Ângela Marques, publicado no Diário de Notícias de hoje, "Já a pensar numa crise prolongada devido à gripe aviária, Portugal pediu ontem à Comissão Europeia dinheiro para compensar os produtores portugueses pela quebra no consumo de aves. A Comissão Europeia diz que a redução é de 20 a 30% nos estados membros afectados. Livre de H5N1, Portugal observa uma redução de apenas 15%.
Numa reunião de ministros da Agricultura da UE, o secretário de estado da Agricultura, Luís Vieira, apelou à UE que avance com apoios 'excepcionais' ao sector avícola português. Mais: que apoie a manutenção das unidades de abate e o desemprego temporário dos avicultores em caso de descoberta de focos de H5N1 no país. 'Trata-se de uma situação excepcional que exige medidas excepcionais por parte da UE', afirmou o secretário de Estado. Luís Vieira acrescentou ainda que é contra a concessão de ajudas de Estado 'porque distorcem a concorrência'.
No pacote de medidas propostas pelos 25 podem estar incluídos apoios à armazenagem provada, ajudas à redução da produção, uma campanha de informação para esclarecer os consumidores e medidas de compensação pela eliminação dos stocks existentes e aos produtores com dificuldades em escoar a produção de produtos aviários."
Este texto está acessível na íntegra.

Niciun comentariu: