duminică, aprilie 16, 2006

"Segurança alimentar: Restauração rápida com novo Código" de conduta, em Portugal

Como dá conta um artigo da jornalista Cristina Oliveira Silva, publicado no Correio da Manhã de hoje, "Lavar as mãos, não pegar nos copos, taças ou chávenas pelos bordos, nunca fazer a limpeza do pavimento a seco ou utilizar utensílios de preparação de alimentos em aço inox.
Estas são algumas das regras reunidas no Código de Boas Práticas para a Higiene e Segurança Alimentar dirigido à Restauração de Serviço Rápido, lançado pela Associação da Restauração e Similares de Portugal, ARESP.
Este manual recomenda uma série de procedimentos no que diz respeito à higiene alimentar, do pessoal, do serviço e ainda das instalações, equipamentos e utensílios. Aqui não há regras prioritárias, 'todas são fundamentais para o cumprimento eficaz dos requisitos de higiene', explica o presidente da ARESP. Mário Pereira Gonçalves explica que, 'na Europa ainda não existem recursos humanos suficientes para constituírem equipas multidisciplinares para a implementação do sistema APCPC, Análise de Perigos e Controlo dos Pontos Críticos, pelo que este Código de Boas Práticas 'pretende contribuir para um melhor entendimento da imensa e dispersa legislação existente'. Mário Pereira Gonçalves adianta ainda que a restauração de serviço rápido, como é o caso da McDonald's ou do grupo Ibersol, que representa marcas como a Pizza Hut ou a Burguer King, acolheu bem esta iniciativa e, inclusivamente, solicitou a sua edição." (As hiperligações foram acrescentadas)

Niciun comentariu: