miercuri, aprilie 26, 2006

"Portugal não quer co-financiar prejuízos pela gripe das aves"

Nos termos de um artigo do jornalista Luís Rego, publicado no Diário Económico de hoje, "O programa de ajudas aos avicultores portugueses pelos prejuízos causados pela queda de consumo por receio à gripe das aves vão ter uma ajuda comunitária de 50%, mas o Governo português - ao contrário de outros parceiros europeus - não assegura o resto da ajuda devido aos actuais problemas orçamentais. 'Sabendo eles [os produtores] da situação orçamental de rigor em que nos encontramos [vamos tentar] encontrar soluções alternativas' ao financiamento com dinheiros públicos nacionais, afirmou ontem o ministro da Agricultura, Jaime Silva, à Lusa, à margem do encontro, no Luxemburgo, de responsáveis dos 25 Estados-membro que confirmou que os cofres europeus vão pagar metade os prejuízos aos avicultores."
Esta notícia está acessível na íntegra.

Nota: O Comunicado da Sala de Imprensa da U.E. sobre está questão está disponível nas Línguas Portuguesa, Espanhola, Francesa e Italiana.

Niciun comentariu: