marți, aprilie 04, 2006

Rússia suspende embargo à carne do Rio Grande do Sul

A Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio (SRI) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) confirmou ontem (03/04) a suspensão do embargo russo às carnes bovina e suína provenientes do Rio Grande do Sul.
O embargo estava em vigor desde o dia 13 de dezembro do ano passado depois da ocorrência de focos de febre aftosa nos estados de Mato Grosso do Sul e Paraná. A suspensão passa a vigorar a partir de hoje (04/04), de acordo com correspondência oficial do Vice-Diretor do Serviço Federal de Supervisão Veterinária e Fitossanitária da Rússia, E. A. Nepoklonov, endereçada ao secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, Gabriel Alves Maciel. Segundo o comunicado, “são revogadas as restrições temporárias para o estado do Rio Grande do Sul, introduzidas em 13 de dezembro de 2005 em razão da contaminação dos animais com febre aftosa tipo “O”, no território brasileiro”.
Dados divulgados pelo Mapa mostram que o Rio Grande do Sul exportou no ano passado cerca de 72 mil toneladas de carnes suínas e bovinas para a Rússia, proporcionando uma receita de US$ 150 milhões. Desse total, US$ 147,6 milhões se referem às exportações de 71 mil toneladas de carne suína e US$ 2,5 milhões equivalentes às vendas de 1,4 mil toneladas de carne bovina. No Rio Grande do Sul, 60 mil toneladas de carne suína estão estocadas por causa do embargo russo.
Fonte: Ministério da Agricultura (Brasil)

Niciun comentariu: