vineri, august 18, 2006

"Quercus ameaça parar co-incineração em tribunal"

Nos termos de um artigo da jornalista Rita Carvalho, publicado na edição de hoje do Diário de Notícias, "A Quercus ameaça interpor uma providência cautelar para evitar a co-incineração nas cimenteiras da Secil e da Cimpor. E acusa o Governo de alterar agora as regras do tratamento dos resíduos industriais perigosos (RIP). O Ministério do Ambiente responde que os ambientalistas estão a agir de 'má-fé' e assegura que a articulação entre a co-incineração e os centros integrados de recuperação, valorização e eliminação de resíduos (cirver) é para manter.
O objectivo do Governo de retomar a co-incineração no Outão, Setúbal, e na Cimpor, em Souselas, já tinha sido expresso em Março. Mas ganhou agora um novo fôlego, com o Ministério do Ambiente a dispensar as duas cimenteiras da apresentação de um estudo de impacto ambiental antes de avançarem com o processo."
Este texto está disponível na íntegra.

Niciun comentariu: