miercuri, decembrie 06, 2006

"Aparelhos electrónicos terão sistema de recolha" em Portugal

Como dá conta um artigo de Helena Paulino no Jornal de Notícias de hoje, "A Associação Portuguesa de Gestão de Resíduos de Equipamentos Eléctricos e Electrónicos (Amb3E) pretende tratar em Novembro e Dezembro deste ano cerca de seis mil toneladas de resíduos de equipamentos eléctricos e electrónicos (REEE), nas duas unidades de tratamento e e valorização já em funcionamento em Tondela e Setúbal.
Esta é uma associação fundada por 59 empresas, sem fins lucrativos, e que pretende dar resposta aos excedentes provocados pelos REEE, reciclando, reutalizando e tratando de outras formas para melhorar o ambiente. Neste âmbito foi ontem apresentado, numa sessão presidida pelo secretário de Estado do Ambiente, um sistema de gestão destes resíduos, criado sob as exigências da União Europeia no que toca à gestão de resíduos e uso de certas substâncias perigosas.
Neste projecto figuram as metas de tratar anualmente cerca de quatro quilogramas de resíduos por habitante, e 'um compromisso com o Estado português da criação de 250 centros de recepção nos próximos 18 meses, para os particulares', segundo declarações ao JN de Lamy Fontoura, director-geral da entidade gestora.
A Amb3E é uma associação totalmente autónoma e sem fins lucrativos, financiada através dos ecovalores ou EcoREEE, que são facturados nos produtores quando os respectivos equipamentos eléctricos e electrónicos são colocados no mercado. No caso dos utilizadores deste tipo de equipamento, quando entregarem os resíduos nos centros de recepção não lhes será cobrado qualquer tipo de taxa, como assegura Lamy Fontoura, acrescentando que nas próximas semanas serão divulgados os locais dos primeiros 50 centros a serem construídos entre Lisboa e Porto." (A hiperligação foi acrescentada)

Niciun comentariu: