joi, martie 01, 2007

"Comida chinesa apreendida" em Lisboa

O PortugalDiário noticia que "A Direcção-Geral das Alfândegas e dos Impostos Especiais sobre o Consumo (DGAIEC) apreendeu, quarta-feira, 16,135 toneladas em produtos alimentares provenientes da China com 'notória falta de higiene', na Alfândega Marítima do porto de Lisboa, noticia a Lusa.
'As mercadorias apreendidas estavam acondicionadas num contentor e tinham como destino a introdução no consumo no território da União Europeia (UE)', refere o organismo em comunicado. Segundo a DGAIEC, 'a introdução da mercadoria iria ser feita através de falsas declarações quanto à qualidade, para além de não ser apresentada a adequada documentação de certificação'.
Entre a mercadoria apreendida encontravam-se aves de capoeiras originárias da China, cuja importação é proibida, no âmbito das medidas de prevenção em face da febre aviaria (5.764 quilogramas de carne de pato cru, 3.310 quilogramas de galinha crua e 2.380 quilogramas de pele de ganso).
Além disso, foram apreendidos 4.681 quilogramas sem certificação sanitária, desde camarão, enguias, amêijoas, preparações de carnes, preparações de peixe a amendoim.
O contentor foi seleccionado pelos funcionários alfandegários utilizando critérios e técnicas de análise de risco para ser sujeito a controlo documental e físico no momento do desalfandegamento.
As mercadorias apresentavam ainda 'notória falta' de higiene, estavam precariamente acondicionadas e destinavam-se a ser introduzidas no consumo sob falsas declarações, uma vez que eram declaradas como legumes e frutos. Para a DGAIEC, por se tratarem de produtos alimentares a sua importação constituiria uma ameaça à saúde pública, salienta-se no comunicado." (As hiperligações foram acrescentadas)

Niciun comentariu: