duminică, noiembrie 12, 2006

"Brasil descarta adotar metas de redução de emissões de CO2"

"O Brasil defende a criação de novos mecanismos que encorajem os países em desenvolvimento a diminuir sua emissão de gases do efeito estufa, mas rejeita a possibilidade de adotar metas nesse sentido.
Luis Manuel Fernandes, co-presidente da delegação brasileira que participará, na semana que vem, da fase ministerial da conferência da ONU sobre o Meio Ambiente, em Nairóbi, ressaltou, em entrevista, que o Brasil avançou no combate ao efeito estufa 'sem ter metas'.
O Protocolo de Kyoto, vigente desde o ano passado, obriga os países desenvolvidos signatários a diminuir em 5,2% suas emissões de gases do efeito estufa entre 2008 e 2012 em comparação com os níveis de 1990.
[...]
O estabelecimento de metas de redução de emissão de gases do efeito estufa para os países em desenvolvimento similares às assumidas pelas nações ricas 'implicaria recuar em relação ao princípio constitutivo do regime, que é o das responsabilidades comuns, mas historicamente diferenciadas', afirmou.
[...]
O Brasil é o quarto maior emissor de gases do efeito estufa do mundo, o que se deve em 75% às queimadas na floresta amazônica, que liberam grande quantidade de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera."
Leia a matéria completa em Terra Notícias.

Niciun comentariu: