sâmbătă, decembrie 03, 2005

"Portugal pode gastar mil milhões de euros para cumprir Quioto"

Como revela um artigo das jornalistas Filomena Naves e Rita Carvalho, publicado no Diário de Notícias de hoje, "No cenário mais optimista, Portugal aumentará em 42,2% as suas emissões de dióxido de carbono (CO2) até 2012 (em relação ao valor de 1990), o pior desempenho da Europa a 25 nos gases que causam o aquecimento global. É o resultado da ineficiência energética do País, que, para cumprir as metas estipuladas pelo Protocolo de Quioto, terá de pagar um alta factura cerca de mil milhões de euros em cinco anos, entre 2008 e 2012. Mas se a pior previsão se concretizar, a verba pode subir para 1,5 mil milhões.
As projecções do desempenho ambiental de cada Estado membro para o sector foram traçadas pela Agência Europeia do Ambiente (EAA, na sigla inglesa) e apresentadas na quinta-feira na conferência das partes da Convenção das Alterações Climáticas que está a decorrer até ao final da próxima semana em Montreal. Estas estimativas baseiam-se nos relatórios - que incluem também as estratégias e medidas políticas para o sector - que cada país traçou e enviou a Bruxelas em Junho." (As hiperligações foram acrescentadas)
Este texto está acessível na íntegra.

Niciun comentariu: