luni, decembrie 05, 2005

"CPI da Terra: A questão social é caso de polícia"

"A frase do velho Washington Luís ecoa por entre as folhas do relatório paralelo dos ruralistas"

"Na terça-feira 29 [de novembro de 2005], o Congresso [Nacional, do Brasil] parecia ter retornado aos estertores da República Velha. Tempos em que o presidente Washington Luís (1926-1930) vaticinava: 'Questão social é caso de polícia'. Por 13 votos a 8, a bancada ruralista derrubou o relatório do deputado João Alfredo (PSOL-CE) e aprovou por 12 a 1 um texto paralelo de Abelardo Lupion (PFL-PR). O pefelista sugere a aprovação pelo Congresso de dois projetos. Quer que a invasão de terras seja classificada de 'ato terrorista' e que a ocupação, os saques e as depredações 'com fins políticos' sejam 'crimes hediondos'.
'O setor produtivo não agüenta mais ser invadido', afirmou o pefelista. Em um país onde 1% dos proprietários detém 46% das terras cultiváveis e onde menos de 20% das áreas agriculturáveis são produtivas, escorar-se no que se julga ser o desejo do 'setor produtivo' parece piada. Talvez nem Washington Luís chegasse a tanto, nas idéias e nos termos utilizados."

Leia a notícia completa em Carta Capital (versão impressa: a. 12, n. 371, 7 dez. 2005. p. 23.).

Niciun comentariu: