sâmbătă, februarie 17, 2007

"Taxa sobre emissão de gases ameaça tornar passagens de avião mais caras"

Nos termos um artigo da jornalista Rita Carvalho, publicado no Diário de Notícias de hoje, "A indústria da aviação também vai ter de colaborar na redução das emissões de gases com efeito de estufa e assim ajudar a combater as alterações climáticas. Um esforço das companhias aéreas que poderá trazer custos acrescidos para quem viaja de avião, pois o preço das viagens tenderá a subir. A proposta da Comissão Europeia já vinha sendo trabalhada, mas ganhou agora um novo impulso, fruto do impacto que o problema do clima alcançou na opinião pública e, principalmente, na agenda política.
No dia em que se assinalou o segundo aniversário do Protocolo de Quioto, em Bruxelas este foi um assunto em cima da mesa na Conferência 'Comunicando as Alterações Climáticas', onde se reuniram muitos especialistas na matéria. Com as evidências dos impactos das mudanças no clima na ordem do dia e com os cenários recentemente traçados pelo Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas ainda em mente, a Europa vira-se agora mais para o período pós-Quioto. E para o que é necessário fazer para manter este esforço de redução da poluição para lá de 2012, altura em que termina a primeira fase do protocolo.
Trazer as companhias de aviação para a discussão e obrigá-las a dividir a responsabilidade sobre as toneladas de emissões que são diariamente lançadas para a atmosfera pelos seus aviões é um dos caminhos. Mas não é pacífico. Como explicou ao DN Barbara Helfferich, porta-voz do Comissário Europeu para o Ambiente, Stavros Dimas, 'até agora as companhias aéreas têm estado fora do combate ao problema, mas a nossa proposta é para que comecem a participar'."
Este texto está acessível na íntegra.

Niciun comentariu: