joi, septembrie 11, 2008

"Europeus querem mais esforços na luta contra alterações climáticas"

Como dá conta o Público Última Hora, "Cerca de dois terços dos europeus colocam as alterações climáticas entre os maiores problemas mundiais. A maioria considera que, nem as empresas, nem os governos fazem o suficiente para resolver o problema, indica uma sondagem europeia divulgada hoje.
Segundo o Eurobarómetro, 62 por cento dos europeus pensam que este problema é um dos mais graves do planeta, atrás da pobreza e à frente do terrorismo internacional.
Os países que menos se preocupam com este problema são Portugal, República Checa e Itália, com uma minoria de pessoas a considerá-lo grave, indica a sondagem realizada de final de Março a início de Maio de 2008, junto de 30 mil pessoas.
Em Portugal, 73 por cento dos inquiridos considera que o maior problema do mundo é a pobreza e a falta de alimentos e de água potável; 47 por cento refere as alterações climáticas e 42 por cento o terrorismo internacional.
Dos inquiridos portugueses, 75 por cento considera que as alterações climáticas são um problema muito grave, 17 por cento que é um problema relativamente grave, quatro por cento não o considera grave e outros quatro por cento disse que não sabe.
Sessenta e quatro por cento dos portugueses diz estar mal informado sobre as alterações climáticas - uma das percentagens mais elevadas da União Europeia, cuja média é de 41 por cento - e 34 por cento considera-se bem informado."
Esta notícia está acessível em texto integral.

Niciun comentariu: