luni, ianuarie 08, 2007

"Divergências impedem UE de definir metas de redução de C02"

De acordo com o Diário Digital, "Divergências entre os comissários impediram a Comissão Europeia de definir a percentagem de redução de emissões de dióxido carbono que a União Europeia (UE) deve atingir em 2020, segundo disseram hoje fontes comunitárias.
A Comissão Europeia (CE) deverá apresentar quarta-feira uma proposta formal onde constará essa percentagem de redução, a par de iniciativas para combater as alterações climáticas até 2012, ano em que termina a primeira fase do Protocolo de Quioto.
Fontes comunitárias disseram à agência EFE que o comissário europeu do Ambiente, Stavros Dimas, defende que os países da UE devem reduzir 30% as emissões de dióxido de carbono (CO2) até 2020 em relação aos valores de 1990.
A União Europeia comprometeu-se a reduzir em 8% as emissões de CO2 na primeira fase do Protocolo de Quioto (entre 2008-2012) face a 1990. O comissário Stavros Dimas defende que só com esse objectivo de redução será possível evitar que o aumento da temperatura global da Terra ultrapasse os dois graus centígrados.
No entanto, um outro comissário (não especificado pela fonte da agência EFE) propõe uma redução de emissões entre os 10 e os 15% em relação aos níveis de 1990. Vários jornais diários europeus afirmam que o responsável por esta segunda proposta é o comissário europeu da Indústria, o alemão Gunter Verheugen.
O documento que a Comissão Europeia deve apresentar quarta-feira indicará opções possíveis que a UE e a restante comunidade internacional poderão utilizar para reduzir a emissão dos gases com efeito de estufa até 2020. Fontes comunitárias citadas pela EFE indicaram que constará do documento a redução de CO2 que os países desenvolvidos deveriam atingir em 2020.
As medidas completam-se com um conjunto de propostas na área da política energética, que Bruxelas apresentará também quarta-feira."

Niciun comentariu: