marți, iunie 05, 2007

"Riscos ambientais serão avaliados no campo da saúde"

No Jornal de Notícias de hoje, Eduarda Ferreira adianta que "As relações causa-efeito entre factores ambientais e saúde vão ser avaliadas em nove domínios, que incluem a água, o ar, os químicos e os alimentos. O levantamento dos possíveis efeitos sobre o ser humano em que este se integra, com o objectivo da prevenção está desenhado para os próximos cinco anos e meio, por equipas científicas e técnicas adstritas a dez áreas ministeriais.
Está pronto e é anunciado hoje o Plano Nacional de Acção Ambiente e Saúde (PNAAS), que entra em fase de consulta pública por um período de 30 dias.

O que se pretende é caracterizar os riscos para a saúde com origem em factores, de modo a evitá-los. O documento de quase 200 páginas a que o JN teve acesso traça as linhas de trabalho para equipas que analisarão os riscos que se apresentam para os humanos nos seguintes domínios água, ar, solo e sedimentos, químicos, alimentos , ruído, espaços construídos, radiações e ainda fenómenos climáticos extremos e alterações climáticas.
O compromisso da elaboração nacional deste inventário é estabelecido a nível da Comissão Europeia e também das Nações Unidas que, em documentos seus, já reconheceram as consequências do convívio humano com os meios naturais ou artificializados. Em Portugal, a coordenação prática de um projecto como este tem a responsabilidade da Agência Portuguesa de Ambiente e da Direcção Geral de Saúde." (As hiperligações foram acrescentadas)
Este artigo pode ser lido em texto integral.

Niciun comentariu: